28 de junho de 2005

Um convite bom

Biscoito Interrompido não tem um dedo que adivinha mas tem uma semente de sésamo que lê o pensamento de José Sócrates:

“Porra pá! Estou aqui há tão pouco tempo e já estou metido em imensas broncas. Queria era arranjar uma desculpa qualquer para me pôr a andar daqui para fora como fez o Guterres e o Durão. Queria era um convite bom para trabalhar fora de Portugal numa instituição de prestígio. Tinha de ser uma coisa compatível com a minha personalidade. Podia ser um cargo como presidente da Yves Saint Laurent ou da Pierre Cardin”.