24 de junho de 2005

Anúncio da Caixa Geral de Depósitos

A publicidade nem sempre transmite a realidade. No anúncio da Caixa Geral de Depósitos, um rapaz pede a um taxista para levá-lo a uma agência da Caixa. Este aconselha-o a ir à Internet, mandar SMS em vez de usar o seu serviço de Táxi. Se fosse na realidade seria assim:

1- Rapaz pede-lhe para ir a uma agência da Caixa.
2- Rapaz pergunta-lhe se ele sabe qual é o site da Caixa.
3- Taxista responde: “Internet o caralho. Essa merda é uma invenção dos amaricanos pra dominar o mundo”.
4- Taxista cospe para o chão. Sabe que a agência mais próxima fica a 200 metros dali. Faz um determinado caminho para não passar por essa.
5- Inventa todos os estratagemas para demorar o mais tempo possível.
6- Ao longo desse trajecto fala mal dos pretos e dos comunas.
7- Admite como qualquer taxista que já andou à bulha com o Mário Soares.
8- Admite que tem uma arma Kalashnikov no “porte-bagage” e orgulha-se do facto de a posse da mesma poder fazê-lo incorrer numa pena de 5 anos de cadeia.
9- Queixa-se de que o gasoil tá caro.
10- Diz que os políticos são todos uns chulos.
11- Menciona o facto de que desde que voltou do Ultramar não tem andado muito bem.
12- Diz que o país precisa de 3 salazares e de limpar o sebo aos pretos e ciganos.
13- Manda 15 piropos a gajas com rabos enormes dizendo: “Olha-me bem para isto. Levava tantas qu´eu sei lá”.
14- Diz: “Não sei como é que há gays com tantas mulher boa por aí. Devem ser doentes, pá”.
15- Passado uma hora e 80 Kilómetros depois chega a uma agência da Caixa Geral de Depósitos, a 12º mais perto.
16- Cliente sai do táxi esquecendo-se dos óculos Ray Ban, do telemóvel I9 3G e da carteira. O taxista repara nisso mas não avisa.