2 de junho de 2005

Sketche Freitas do Amaral e Freitas numa reunião com a Condoleeza Rice.

Freitas numa reunião com a Condoleeza rice.

Condoleeza: Senhor Freitas como está?

Freitas: Nunca pior, dói-me um bocado as costas.

Condoleeza: O senhor Santana Lopes não veio, pois não?

Freitas: Não, ele já não é o Primeiro-Ministro.

Condoleeza: Ainda bem, pá. Ele engraçou comigo e disse que ia oferecer-me um espartilho.

Freitas: Bom, acho que já sabe que eu tenho uma posição muito crítica em relação à adminstração Bush. (Começa a gritar) Como é possível invadir um país soberano? E usar como fundamento uma mentira?? E a ONU? Hã? Os senhores não estão a respeitar o mundo. Dizem que querem a liberdade e a paz mas são vocês os responsáveis por esta situação.

Condoleeza: Senhor Freitas, tenho uma proposta a fazer-lhe. (Começa numa pose sensual, cruzando as pernas e passando as mãos desde o tornozelo até ao fim das pernas.

Freitas (admirado): Diga, sou todo ouvidos, desde que seja para… (é interrompido por Condoleeza).

Condoleeza: Sabe perfeitamente que Portugal é um país muito influente. E é fundamental ter o vosso apoio.

Freitas: Pois é (convicto).

Condoleeza: (abre dois botões da camisa e vê-se o colo do peito) O que é que eu preciso de fazer para ter o seu apoio?

Um assessor diz-lhe ao ouvido: “Senhora Condoleeza, com esse, isso não funciona e diz sem se ouvir “ o que é preciso é…

Um homem traz uma aparelhagem portátil. Apagam as luzes, começa a música “You can leave your hat on” do joe cocker. Freitas levanta-se e começa a dançar. Condoleeza levanta-se e começa a dançar também. Começa a dar-lhe 20 euros. Freitas ri-se e começa a tirar uma peça de roupa. Depois de várias notas de 20 euros dadas, Freitas fica só de soutien e liga (Condoleeza coloca-as na liga como se Freitas fosse um striper). Acaba a música, Freitas senta-se e dão-lhe um roupão.

Freitas suspira e começa a falar: “Os EUA são o garante da liberdade, da democracia e dos direitos humanos. Com os EUA estamos seguros que o combate ao terrorismo será a prioridade e teremos um mundo melhor, com respeito pelos direitos humanos das crianças, das mulheres, dos idosos.

A reunião acaba.

Uns minutos depois, um assessor diz a Condoleeza que à tarde iria ter uma reunião com o MNE espanhol. Ela olha-o com preocupação. O assessor diz em voz baixa: “Para teres esse na tua mão basta começares a dar-lhe biscoitos de cão, ele começa a ladrar e pronto. Não falha.

Condolleza: São os mesmos biscoitos que o Jaime Gama gostava?

Assessor: Não, estes são de outra marca e são maiores.