4 de fevereiro de 2011

Mesmo que o governo mude é preciso pagar ao PS até acabar o período de fidelização

José Sócrates imitou os operadores de telemóvel, cabo e internet e introduziu de forma muito sagaz determinadas cláusulas no contrato social assinado com os portugueses. “Caso queiram rescindir com o PS para mudar para outro operador político, terão que me pagar. Em 2009, assinaram um contrato de 48 meses de fidelização. Ou pagam já os dois anos a pronto ou esperam até ao final de 2013”, informou José Sócrates.