2 de fevereiro de 2011

Ditadores africanos elogiam Cartão do Cidadão de Sócrates

Mais de duas dezenas de ditadores sanguinários elogiaram esta semana o primeiro-ministro José Sócrates devido à criação do Cartão do Cidadão, unanimemente considerado como “a ideia mais genial, maquiavélica e sofisticada de sempre para impedir a democracia e a realização de eleições livres num país”. “No dia das eleições para eleger o mais alto cargo da nação, os cidadãos chegam às mesas de voto munidos do Cartão de Cidadão, que não tem o número de eleitor. Sem esse número de eleitor não é possível votar. Para obter o número de eleitor, era preciso aceder ao Portal do Eleitor ou enviar uma SMS a pedir essa informação. O Portal do Eleitor bloqueou e as respostas às SMS só aconteceram depois de fechadas as urnas. O Sócrates é um génio. Porreiro, pá!”, afirmou Ernest Bai Koroma, presidente da Serra Leoa.