23 de fevereiro de 2011

Italianos querem eleger homem de esquerda com líbido baixa para endireitar o país

Um milhão de italianos cansados dos escândalos sexuais manifestou-se contra Silvio Berlusconi e pela dignidade das mulheres. Apesar de não serem capazes de recusar ir para a cama com a irresistível Ruby caso tivessem chance de fazê-lo, os homens italianos e também muitas mulheres pretendem um novo perfil para liderar o país. “Queremos um homem de esquerda que faça sexo no máximo duas vezes por semana e sempre com a mesma parceira sexual. A mulher terá de ser maior de idade, o sexo terá de ser feito sem gratificação comercial e sem outras pessoas a assistir”, afirmou um cidadão italiano.