30 de abril de 2008

Canibais com anorexia só comem anões ou crianças

Algumas tribos já estão a sofrer de distúrbios alimentares, muito na moda em países ocidentais. Segundo alguns antropólogos, cerca de 20% dos membros femininos de tribos das ilhas Fiji, Ilha de Páscoa e a tribo Fore, da Papua-Nova Guiné, sofrem de anorexia. As anorécticas têm baixa auto-estima e usam o dobro dos ossos e das parras para disfarçar a gordura dos glúteos, abdómen e coxas. Nos casos mais compulsivos, estas raparigas passam dois e três dias inteiros alimentando-se apenas de um dedo indicador ou mindinho do pé de um anão magro ou de partes do corpo com baixas calorias, como as unhas, o cabelo ou cartilagens.