29 de fevereiro de 2008

Taxista usou video-vigilância para ganhar jogo de cartas no aeroporto

Um taxista aproveitou as vantagens da proliferação de câmaras de vídeo-vigilância em locais públicos para vencer a totalidade dos jogos de cartas realizados a dinheiro e organizados 24 horas por dia na praça de táxis do aeroporto da Portela. A estratégia do taxista consistia em estar permanentemente em contacto, através de auriculares, com os cúmplices da central da empresa de vídeo-vigilância, que lhe davam informações acerca dos jogos dos seus adversários. Esta situação permitiu que o taxista, actualmente em prisão preventiva, amealhasse milhares de euros por dia, sendo que metade da quantia ficava para si e o resto era distribuído em partes iguais pelos olheiros.