14 de fevereiro de 2008

Nova praga de acidentes de viação está relacionada com pessoas que querem escrever SMS´s com os acentos todos certinhos

As causas dos mais recentes acidentes de viação estão a mudar. A maioria dos acidentes já não é causada por excesso de velocidade ou álcool, mas pela crescente erudição na elaboração de mensagens escritas. Segundo um responsável da nova campanha de sensibilização da Prevenção Rodoviária Portuguesa, a maioria dos acidentados não sabe ser prático na composição de mensagens, não sabe usar siglas e, mesmo que esteja a conduzir, não abdica de usar acentos, vírgulas, reticências, hífenes, cedilhas, tiles ou aspas, o que desvia a atenção da condução e aumenta o tempo despendido na escrita. Há dias um indivíduo insistiu em colocar o acento na letra "e", carregou cinco vezes na tecla "def" para colocar o acento e, como teclou rapidamente, deixou passar o acento certo e precisou de várias rodadas de toques. Andou 5 quilómetros em contramão na A5 e foi detido pela BT.