29 de fevereiro de 2008

Novo modelo de megafones vai ser construído nas instalações da fábrica do sindicato dos trabalhadores da Autoeuropa

Dentro da Autoeuropa existe uma pequena fábrica que é propriedade de António Chora, o líder do sindicato dos trabalhadores e cuja existência era, até há pouco tempo, desconhecida, mesmo para os funcionários da empresa. António Chora, que tem passado pelas mesmas dificuldades que a sua entidade patronal, estava igualmente a pensar em dispensar pessoal, congelar salários e deslocalizar a sua fábrica para a Roménia, mas recebeu nos últimos dias uma proposta de uma multinacional do ramo dos megafones, que elegeu a fábrica para a produção de um novo modelo de megafones. O novo megafone terá controlo de volume, sirene, suporte para harmónica, uma potência de voz audível até um quilómetro e já é considerado o "terror" para os patrões, ao ponto de ser o modelo de megafone oficial para manifestações contra a Autoeuropa, mas a sua utilização será expressamente proibida durante as manifestações contra a gerência da fábrica do sindicato.