6 de setembro de 2005

Sapatos de Ouro

Afinal os sapatos de ouro de 200 mil euros não foram encomendados por Deco para oferecer à sua mulher. Foram encomendados por Pinto da Costa para a sua noiva Carolina Salgado. Mulher de Deco ficou ofendida quando soube disso dos sapatos de Ouro: "Gentsi, quéqué isso, meu jésuis. Vichi Maria, meu marido nunca séria capaiz de comprá esse négócio não. Meu márido encómendó um ferrari dji cristau da Swarokski do valô dji 2 milhóis dji eurós".

Pinto da Costa terá dito: "Lembram-se daqueles dentes de marfim que recebi de África? Na altura, fui acusado de que estava ligado ao tráfico de coisas esquisitas. Eu estive calado mas agora posso explicar melhor isso. Eu queria esse marfim para mandar fazer um pochette de marfim para a minha secretária. Estão a ver como sou um gajo porreiro?

Carolina Salgado comentou este caso começando por dizer o que sempre diz: "Orelhas estou aqui".

O inspector Roberto Malapata da PJ que está a investigar o caso "Apito Dourado" comentou este caso mas só depois de eu deixá-lo almoçar. O inspector almoçou uma embalagem de Maltesers Chocolate Branco, uma dose de batatas fritas da casa de frangos "Não tens guito vem aqui aqui comer o franguito", uma macã assada, um rolo de carne de há três quinze dias, um compal de alperce, um de banana, um B! Melão e um litro de groselha. Após o almoço comentou: "Esse pintinho, esse pintinho. Com essa história dos sapatos dourados, o gajo deu-me uma ideia fabulástica. O gajo com esta coisa do Apito Dourado safa-se e não vai dentro. Mas quando ele fôr apanhado novamente o nome do caso poderá ser "Sapatos Dourados". O inspector após ter dito isto começa a rir muito alto, solicitando ao dono do café a aparelhagem de karaoke para fazer o riso com eco para fazer um filme. Depois da sua habitual queda propositada da cadeira quando se ri muito, ficou sério e introspecto. Passado 5 minutos terminou a conversa dizendo-me: "Essa história dos sapatos dourados faz-me lembrar aquele livro da Cristina Caras de Bacalhau ou Caras Lindas que é o Sandálias de Prata. É o livro da minha vida. O inspector Malapata começa a chorar e pede a conta mas manda vir 4 ovos estrelados e pão, solicitando que não queria aquele pão mal cozido e muito branco porque essa farinha faz um horror ao organismo.