28 de outubro de 2010

Nuno Cabral de Montalegre do Euromilhões faliu e procura emprego

Tal como 3039 empresas portuguesas, também a empresa que controlava um canal de televisão dedicado exclusivamente à transmissão de folclore transmontano, detida pelo empresário Nuno Cabral de Montalegre, acaba de pedir insolvência em 2010. No entender do empresário, o folclore transmontano não é viável em Portugal e a crise no mercado publicitário também não ajudou. “Ainda tentei refazer a grelha da programação com folclore de outras regiões e fusões com outros estilos para parecer moderno mas as audiências não subiram. Estou disposto a trabalhar em qualquer coisa pelo ordenado mínimo ou mesmo um estágio não remunerado. Parar é morrer”, desabafou Nuno Cabral de Montalegre.