26 de outubro de 2010

Islâmicos estão a ficar preguiçosos e só fazem peregrinação a Meca no Google Earth ou no Street View

Os muçulmanos mais novos estão a ser criticados pelos mais velhos pela falta de fé ao não cumprirem uma obrigação importante: a peregrinação ao local de nascimento e da morte de Maomé, profeta do Islão. “Eu uso a edição muçulmana do SingStar para rezar cinco vezes por dia com o microfone virado para Meca. Eu sento-me ao computador vestido com uma túnica de tecido branco não cosido e clico no programa para ir a Kaaba, o maior santuário do mundo islâmico, situado na Grande Mesquita de Meca. Como mandam as regras, dou sete voltas com o ícon do rato em torno de Kaaba, sempre a orar, antes de entrar no recinto. Depois vou ao ângulo leste de Kaaba onde está a famosa Pedra Negra, pedaço de lava solidificado que teria sido entregue pelo anjo Gabriel a Abraão e a seu filho, e beijo o ecrã de forma devota. Não tenho nada a provar, pá!”, afirmou um jovem muçulmano.