22 de outubro de 2010

Criado grupo de auto-ajuda para ajudar pessoas a tirarem músicas pimba da cabeça

A criação dos Pimbófilos Anónimos vem no seguimento da inclusão oficial, nesta semana, desta perturbação psicológica na lista da Classificação Internacional de Doenças. O grupo de auto-ajuda segue as indicações do Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais, DSM-IV. “A associação que eu lidero já conta com mais de 100 elementos. Temos vários grupos de auto-ajuda: o grupo de músicas de Quim Barreiros, o grupo dos viciados no "Pimba Pimba" de Emanuel, o grupo dos "Porque Não Tem Talo o Nabo" de Leonel Nunes, dois grupos do "Mexe Mexe Que Eu Gosto" de Ruth Marlene, o grupo "Na Minha Cama Com Ela" de Mónica Sintra, um grupo composto de Pimbófilos brasileiros viciados na música “Você não vale nada mas eu gosto de você” do grupo Calcinha Preta e o grupo mais recente dos viciados no tema “Pai da criança (quem será?!?)”, afirmou o porta-voz, um dependente em recuperação da música “Morena oh Morenita” de Marco Paulo.