2 de outubro de 2010

Feira Popular na Papua-Nova Guiné vende bigode doce

Os parques de diversões da Papua-Nova Guiné, país conhecido pelo canibalismo, adaptam as conhecidas doçarias de feira dos países do Ocidente aos hábitos alimentares da população. As farturas de fígado e de rim e os churros de pulmão, orelha e nariz fazem as delícias dos visitantes. Na rua do comboio fantasma, junto aos matraquilhos de tíbias e bolas de olhos, o tiro ao joelho, a montanha russa e a criança mecânica, está situada a famosa barraquinha da Língua e da Amígdala Bêbada e a máquina de peluches com pele dos motoqueiros do “Poço da Morte”. Além da roda gigante, do polvo, da sala dos espelhos que torcem a imagem das pessoas, a feira popular da Papua-Nova Guiné tem carrinhos de choque com pára-choques feitos com perónios e fêmures e 10 pistas de Bowling, desporto muito popular na região em que os jogadores atiram um crânio para tentar derrubar pinos feitos com crianças.