1 de julho de 2008

Anúncio da Galp: apoiantes que empurravam o autocarro da Selecção Nacional colocaram-se à frente para serem atropelados

Alguns dos milhares de apoiantes que empurraram o autocarro da Selecção Nacional desde o centro de estágio em Viseu até à Suiça, tentaram o suicídio logo após a derrota frente à Alemanha e, outros menos descontrolados, usaram o cartão de sócio da Selecção para cortar os pulsos. "Ninguém dá valor ao nosso esforço. Empurrámos um autocarro daquele tamanhão durante milhares de quilómetros. Passámos fome e frio nos Pirinéus e nos Alpes. Depois disto tudo, o Scolari vai embora, vejo Portugal a levar um banho de bola da Alemanha, o Madaíl não se demite, o Ricardo e o Paulo Ferreira não abdicam da Selecção e querem que eu tenha razões para viver?", afirmou um apoiante suicida que se deitou na estrada. O indivíduo como não chegou a ser atropelado, porque já não havia ninguém com pachorra nem entusiasmo para empurrar o autocarro até Portugal, decidiu enforcar-se com uma bandeira portuguesa.