9 de julho de 2008

Credibilidade do ensino português: Alunos portugueses que querem fazer Erasmus só conseguem equivalência com o 6.º de escolaridade em universidades es

A imprensa estrangeira tem focado o enorme facilitismo do sistema de ensino português o que poderá condicionar a sua progressão dos estudos no estrangeiro. Algumas universidades estrangeiras de renome como a universidade de Cambridge, Oxford, Sorbonne e de Florença, depois de terem efectuado uma análise comparativa entre os exames nacionais portugueses com os exames de vários países da UE, acordaram alguns critérios objectivos de equivalência para estudantes portugueses. Os alunos que frequentaram o ensino português e que tenham o 12.º ano completo com média superior a 14, terão de repetir toda a escolaridade desde o 7.º ano até ao 12.º ano, num estabelecimento de ensino fora de Portugal e só depois é que poderão candidatar-se a uma universidade estrangeira da UE. Caso a média do 12.º ano seja inferior a 14 esse aluno poderá frequentar o primeiro ciclo do ensino básico mas terá que ter positiva num exame de pré-admissão.