30 de julho de 2008

Fabricantes e lojas tradicionais que vendem binóculos queixam-se de quebras de vendas devido à Internet

Os resultados líquidos dos principais fabricantes mundiais de binóculos, como a Olympus, Zeiss e Nikon, caíram no segundo trimestre deste ano, obtendo novo recorde de prejuízos no sector. Segundo os fabricantes, os prejuízos das empresas, devem-se à concorrência desleal da Internet, já que se tem registado uma transferência de tarados e voyeurs, precisamente os clientes que sustentaram esta indústria durante as últimas décadas. Em Portugal, as lojas de vendas de binóculos também se ressentem da crise no sector. “Cheguei a facturar cinco mil contos por dia na filial do Meco nos anos 80 e 90. Querem ver nudistas, visitam os sites de surf que disponibilizam imagens em tempo real através de webcams instaladas nas praias. Querem ver orgias gay, visitam os sites de surf gay. Querem ver a vizinha a despir-se ou um casal a fazer sexo no carro ou em outros locais públicos, é só ir ao Google Maps e escolher o modo "Street view". Quem é que hoje precisa de comprar binóculos só para ver gajas nuas?”, perguntou o dono de uma loja falida.