24 de julho de 2008

Crise na bolsa reduz o número de ofertas de galinhas e presuntos a funcionários dos bancos

Segundo um inquérito divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, o investidor português tem na generalidade um baixo índice de literacia, já que um terço dos portugueses que investe em mercados financeiros tem a 4ª classe ou menos e são idosos com pouco conhecimento sobre a bolsa. Carlos Tavares, o presidente da CMVM, revelou também que muitos investidores usam há 13 anos consecutivos uma caneta da Nova Rede, marca extinta do grupo BCP, colocada na orelha direita, nunca conseguiram finalizar com sucesso um levantamento em dinheiro numa caixa Multibanco, desconhecem que a bolsa de Lisboa funciona de Segunda a Sexta e acham que a cotação de cada acção é definida pelo “Sócras” uma vez por ano, no início de Janeiro.