27 de junho de 2008

Sócrates está a fazer esforços para que Tratado de Lisboa não se chame de Bluff de Lisboa mas Bluff de Berlim

O primeiro-ministro, José Sócrates, expressou ontem o desejo de ver o Tratado de Lisboa, texto substituto da Constituição Europeia que foi chumbado por referendo pela Irlanda, chamar-se Bluff de Berlim. José Sócrates considera que está na altura de acabar com a tradição de associar o local onde o Tratado fracassado foi concluído com o nome do documento. "Estou frontalmente contra o nome Bluff de Lisboa. Não faz sentido e é injusto para Portugal. Todo o trabalho constitucional sobre a Europa foi realizado durante a Presidência alemã do Conselho da União Europeia. A presidência portuguesa apenas fez o trabalho de acabar a redacção dessa porcaria de texto", afirmou José Sócrates. O governante português apresentou também outras sugestões como Flop de Berlim, Tanguice de Berlim, Fraude de Liubliana, capital do país que sucedeu a Portugal na presidência da UE, Barracada de Estrasburgo, Fantochada de Nice ou Logro de Paris, cidades pertencentes ao país que actualmente preside a UE.