28 de julho de 2010

Sócrates comenta estudo de felicidade e diz que dinamarqueses são primeiros da lista porque estavam em Portugal a apanhar sol

Um estudo do Instituto Gallup, divulgado pela revista Forbes, entrevistou 136 mil pessoas de 132 países e chegou à conclusão que os dinamarqueses e finlandeses são os mais felizes do mundo, ficando Portugal em 70º lugar e o Brasil em 12º. O primeiro-ministro tentou realçar mais uma vez os aspectos positivos de Portugal. “Os brasileiros são felizes porque estão a viver em Portugal. Nos primeiros dez lugares, sete são países europeus. Isto deve-se ao Tratado de Lisboa que fortaleceu a Europa e permitiu criar condições para que vários países europeus aumentassem a sua felicidade. Os espanhóis são felizes porque sentem o estímulo fantástico e poderoso vindo do seu vizinho ibérico. À medida que os países se distanciam de Portugal, a sua felicidade cai, como fica bem patente com o último lugar do Togo”, afirmou Sócrates.