23 de julho de 2010

Paul Krugman alerta que o protão nos países do Sul da Europa está ainda mais pequeno

A investigação que mostra que o protão poderá ser mais pequeno do que se pensava já mereceu um novo alerta do Nobel da Economia Paul Krugman em declarações publicadas no El País. O economista americano já avisou que a quebra poderá ser muito superior aos 4% registados no artigo da Revista “Nature”. “Um protão na Grécia, Espanha e Portugal será 50% mais pequeno que os protões dos países do Norte da Europa e Estados Unidos da América. Há uma possibilidade plausível de os protões do Sul serem forçados a sair da zona dos núcleos atómicos de todos os elementos que existem antes que contagiem toda a electrodinâmica quântica das moléculas”, afirmou.