3 de fevereiro de 2010

Helena André tinha tomado medicamentos encomendados pela net quando disse que era preciso ter um olhar refrescado para os números do desemprego

No dia em que o FMI afirmou que a taxa de desemprego em Portugal pode atingir os 11 por cento em 2010, a ministra do Trabalho foi à Assembleia da República manifestar o desejo que os partidos da oposição “olhassem para os dados do desemprego com um olhar refrescado". A explicação para as palavras da ministra estará numa investigação promovida pela Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde que apurou que 93 por cento dos medicamentos adquiridos pelos portugueses na Internet eram produtos de contrafacção. “Encomendei pela net um medicamento para a constipação e tomei um comprimido nesse dia. Um dos princípios activos provoca delírios e outras alterações de comportamento. Peço desculpa pelo que disse. Só volto a comprar na farmácia”, afirmou a ministra do Trabalho.