24 de fevereiro de 2010

Especialistas defendem que novo governador do Banco de Portugal deverá ser do signo chinês Tigre e nascido em 1962

Depois de Constâncio ter sido escolhido como o novo vice-presidente do BCE, vários especialistas estão já a analisar que critérios deverão ser valorizados na escolha do novo governador do Banco de Portugal. No entender de vários astrólogos, a escolha de um supervisor competente não pode ser originada por mera jogada política de bastidores. “Não podemos repetir o erro. Constâncio nasceu em 1943, é do signo cabra, elemento metal e foi nomeado no ano 2000, ano do Dragão. Claro que o mandato teria que dar barraca. Quem defende a solução Manuel Pinho é irresponsável. Alguma vez um sujeito nascido em 1954, signo cavalo e elemento metal tem competência para o cargo? Teixeira dos Santos também me parece uma péssima escolha porque é coelho, nascido em 1951 e elemento metal, típico de um supervisor falacioso. É preciso um signo forte para combater um galo com elemento água nascido em 1993 como é o caso do BPN”, defendeu um astrólogo.

Publicado no Inimigo Público de 19 de Fevereiro de 2010