25 de fevereiro de 2010

Amália FM transmite programa de fados dos anos 70, 80 para taxistas gays

A Amália FM, rádio dedicada em exclusivo ao fado na frequência de 92,0, pretende buscar os motoristas de táxi de outras orientações sexuais. O “Companhia Panteras BCAÇ 506 Madina do Boé (Guiné) 1963/65” pretende apresentar os fados mais arrojados de Paulo Bragança e de outros fadistas excêntricos e obscuros dos anos 70 e 80. A estação vai avançar também com mais oferta no segmento alternativo. O Programa “Bi-Retalis” será destinado a um público mais eclético e apreciador do Fado experimental de Yolanda Soares e o “Trans-Datsun” irá divulgar jovens fadistas travestis que irão reinterpretar ao vivo o Fado Aristocrata de Maria Teresa de Noronha.

Publicado no Inimigo Público de 19 de Fevereiro de 2010