8 de outubro de 2007

Maioria das pessoas que já compraram o álbum de Jacinta não se aperceberam de que as faixas são versões de músicas do Zeca Afonso

Para assinalar os 20 anos da morte de Zeca Afonso, Jacinta dedica o mais recente trabalho, "Convexo", ao compositor português. Durante a apresentação no Teatro Maria Matos, a cantora afirmou que tentou ser fiel à música de Zeca Afonso e logo a seguir começou o espectáculo com a música "Eu vou ser como a toupeira", uma música que no original dura três minutos e que nesta versão tem um solo de dez minutos de saxofone como introdução entrando a voz de Jacinta durante o primeiro verso: "Bararuruuuuuu. Yeye bábá tu du iéé. Bararuruuuuuu. Yeah yeaaaah bábá tu para balhuuuu yeah éé. Eeeeu vou ser como a toupeiraaaa bara tuduie ieie para diou". Após esta secção vocal que durou 25 minutos, seguiu-se um solo de 15 minutos de contrabaixo e 10 minutos de bateria. Sete horas e meia depois Jacinta tinha tocado ao vivo quatro das 10 músicas do álbum.