19 de junho de 2010

Jornalistas de “A Bola” roubados ficaram sem cachecóis do SLB e sem as fotos emolduradas de Jorge Jesus que estavam na mesa de cabeceira

Os jornalistas do jornal “A Bola” que estão a cobrir o Mundial na África do Sul foram vítimas de um assalto enquanto dormiam e sonhavam com a vitória do Benfica no próximo campeonato. O assalto ocorreu no Hotel Eusébio, em Magaliesburg, próximo de Joanesburgo. Os três acusados foram condenados a prisão perpétua por roubo à mão armada de Bíblias Benfiquistas autografadas por Jorge Jesus, de dezenas de milhares de euros que foram oferecidos por Luís Filipe Vieira para as próximas capas do jornal e de um altar onde os jornalistas rezavam 5 vezes por dia a pedir a Deus para que o Real Madrid pagasse 40 milhões de euros por Di Maria.