2 de abril de 2007

Transferência de João Marcelino leva principais casas de prostituição a anunciar no DN

A mudança de João Marcelino tem provocado o caos nas ruas de Lisboa e alguns cortes no trânsito entre a Rua João Crisóstomo, sede do CM, e a Avenida da Liberdade. Centenas de camiões de mudanças transportaram, durante os últimos dias, todo o material dos cacifos de João Marcelino e de mais 160 colaboradores da sua confiança. Os responsáveis do DN foram obrigados a aumentar o número de postos de recepção de anúncios dos classificados. “No primeiro dia do João Marcelino, às oito da manhã, já estavam à porta do DN, para inserções de anúncios, o Professor Karamba, o Professor Mamadu, 150 angariadores do ramo da dobragem de circulares, dez devotas de São Jorge Tadeu, 100 analistas de crédito, 20 cobradores do fraque, 150 agentes comerciais da Herbalife e 20 agências matrimoniais que legalizam russas, afirmou João Marcelino.