10 de maio de 2010

Inês de Medeiros quer que Assembleia pague despesa de envio de carta enviada a Jaime Gama em que comunicou que ia prescindir da comparticipação do Parlamento nas suas despesas de deslocação a Paris

A deputada Inês de Medeiros comunicou ao presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, que decidiu prescindir da comparticipação do Parlamento nas suas despesas de deslocação a Paris, cidade onde reside. Como a sua comunicação foi efectuada por carta, a deputada pretende agora que o Conselho de Administração da Assembleia da República aprove o pagamento da despesa efectuada. “Eu gastei combustível para me deslocar até à estação dos Correios e paguei o estacionamento. Gastei quase dois euros num envelope almofadado A4 porque queria que a missiva chegasse em condições. Paguei o serviço extra do envio da carta com registo para ter mais garantias em caso de perda do objecto postal, paguei o serviço de entrega em mão porque se tratava de um documento que exigia segurança e confidencialidade, paguei o serviço de correio prioritário porque queria resolver esta questão o mais rapidamente possível, paguei o serviço extra EMS9 para que a carta fosse entregue até às 9 da manhã do dia seguinte e paguei o serviço de correio internacional porque a carta foi enviada de uma estação de correios de Paris”, justificou Inês de Medeiros.