3 de dezembro de 2009

Pessoas que compram casas em leilões de bancos são atacadas por fantasmas da Cofidis

Os leilões de casas pertencentes aos bancos, resultantes da execução de hipotecas por incumprimento, duplicaram desde o ano passado, sendo que muitos imóveis são recentes e reincidentes nas operações de leilões. Tal como nos filmes de terror, em que as casas assombradas vão amaldiçoando todas as pessoas que as vão habitando, os compradores de casas a leilão começam progressivamente a enfrentar fenómenos sobrenaturais inexplicáveis com repercussões graves nas taxas de esforço. “A pessoa está a dormir, de repente as janelas do quarto abrem-se e a brisa traz um cheque com um montante de crédito pré-aprovado para usar em compras. Ouvem-se vozes do Além a dizer "Dinheiro já! Podes ter 5000 euros na tua conta. Escolhes o valor da mensalidade e pagas quando quiseres". Os botões dos elevadores de prédios com casas leiloadas, em vez de terem os números normais do R/C até ao 8º andar, têm a sequência do número da Cetelem", afirmou uma jurista do gabinete de apoio ao endividado da DECO