22 de dezembro de 2009

Juíza-presidente Ana Peres anunciou alterações ao despacho de pronúncia: Bibi tem 25 anos, mudou de signo, é apenas acusado de não ter seguro e chama-se Tânia

Cinco anos depois do início do julgamento do processo Casa Pia continuam a existir alterações quanto aos factos imputados aos arguidos. A juíza-presidente Ana Peres anunciou que o instrutor de Fitness Jorge Ritto, o entregador de pizzas João Ferreira Diniz, o ex-pianista do Hotel Ritz Manuel Abrantes e a delegada de informação médica Amélia Antunes (ex-Hugo Marçal) já não são acusados de crimes de abuso sexual a menores. Os referidos arguidos são agora acusados dos crimes de fraude fiscal e contrabando através de uma rede chefiada pelo perchista estagiário Carlos Cruz e que introduzia ilegalmente em Portugal, na zona de Guimarães, tabaco proveniente de Espanha e Andorra.

Publicado no Inimigo Público de 18 de Dezembro de 2009

Edição online do Inimigo Público aqui