9 de dezembro de 2009

Miguel Sousa Tavares vai lançar romance histórico sobre vampiro que luta pela liberdade e viaja pelo Deserto do Sahara, Portugal e Brasil

A moda dos vampiros já chegou aos principais autores portugueses. No novo romance de Miguel Sousa Tavares, um homem é convidado pelo rei para um cargo importante em África. Fora das horas de expediente, o Governador-geral de S. Tomé e Príncipe é afinal um vampiro e vai apaixonar-se pelo sangue de uma escrava africana. No novo livro de Rodrigues dos Santos, o historiador e criptanalista português Tomás Noronha é um vampiro e vai lutar contra o radicalismo islâmico. No novo livro de Saramago, um governo de vampiros chupa o sangue dos cidadãos e rouba-lhes o livre arbítrio.

Publicado no Inimigo Público de 4 de Dezembro de 2009

Edição online do Inimigo Público aqui