5 de dezembro de 2009

Lançada campanha para prevenir o vício de pessoas em doarem medula óssea

Acaba de ser criada a primeira associação que pretende alertar para o vício de pessoas que se inscrevem compulsivamente para serem dadores voluntários de medula óssea. Esta associação é uma iniciativa de um ex-doador compulsivo. “A minha missão é explicar às pessoas que basta inscreverem-se uma vez numa iniciativa do respectivo centro de Histocompatibilidade da vossa zona geográfica. Basta doar sangue uma vez para ficar inscrito no Registo Nacional de Dadores Voluntários de Células de Medula Óssea e não é por doarem sangue mais vezes que terão mais probabilidade de serem compatíveis com os doentes que precisam de transplantes de medula óssea. Eu era viciado em doar sangue todos os dias, andava atrás das brigadas de colheitas e comecei a falsificar identidades para a base de dados não me detectar. Fiz digressões de doações de sangue em mais de 100 países. Até tentei ser doador de células do cordão umbilical. Depois soube que só os bebés é que podiam ser doadores. Comecei a raptar bebés e bati no fundo”, afirmou o presidente da associação.