12 de dezembro de 2008

Nova lei do divórcio coloca em causa crescimento e viabilidade das indústrias vidreiras portuguesas

Entrou em vigor a Lei do Divórcio, regime jurídico que acaba com o divórcio litigioso. Ao reduzir a conflitualidade do divórcio, a nova lei já começou a provocar quebras de produção em algumas fábricas portuguesas. Algumas fábricas na Marinha Grande já começaram a dispensar trabalhadores, a negociar um ‘lay-off e vão suspender a actividade durante as próximas semanas. “As vendas de jarras, vasos, pratos e terrinas, antigos baluartes do divórcio litigioso, caíram 60%. Sem as guerras patrimoniais insanáveis e os intermináveis escândalos familiares do costume, como é que este sector poderá ser sustentável?”, questionou um industrial desesperado.