11 de dezembro de 2008

Bebé vendido na internet será pago a prestações

Um jovem casal belga vendeu o filho recém-nascido a um casal holandês, numa operação feita através da Internet. Esta situação poderá levar a mãe vendedora a incorrer a uma pena de prisão de cinco anos. O casal comprador recebeu o bebé três dias depois de ter preenchido o formulário online. O bebé será pago em 72 meses, sem juros e sem entrada. "Estamos muito satisfeitos. A primeira prestação só será debitada no Verão de 2009 e ainda recebemos um vale de desconto de 25% na compra do irmão gémeo", afirmou o pai babado.