16 de dezembro de 2008

Monges monásticos escolhem bancadas de estádios portugueses para viver

As baixíssimas assistências dos estádios de futebol portugueses estão a abrir as portas a eremitas que encontram nestes recintos desportivos o local perfeito para o isolamento monástico. Os monges budistas endinheirados preferem o Estádio do Algarve pelas suas excepcionais condições para atingir um bom Nirvana. Alguns monges que viviam em clausura total no Mosteiro da Cartuxa de Santa Maria Scala, em Évora, já se transferiram para alguns dos estádios portugueses que receberam jogos do Euro 2004."Os locais mais perfeitos do mundo para a oração, a renúncia ao amor, a solidão, a castidade e o ascetismo são a bancada nascente do Estádio Municipal de Aveiro, o Claustro Sapo ADSL do Estádio Municipal de Leiria (antigo topo sul) e o sector anteriormente ocupado pela Torcida Verde", afirmou um monge.