11 de maio de 2006

Aviões russos alugados têm multas de atraso e quando não estão rebobinados

O ministro António Costa anunciou que Portugal terá um avião Beriev 200 para combater os fogos florestais. Trata-se de um contrato de aluguer de 1,5 milhões de euros. As condições de aluguer são muito peculiares. A empresa russa exigiu condições contratuais que punem o Governo com uma multa por cada dia de atraso na devolução do mesmo. A oposição já criticou António Costa afirmando: “Ele nem sabe no que se meteu. Um dia ainda revelaremos os valores das multas caso o avião alugado seja entregue por rebobinar”. O ministro rejeita as críticas afirmando que se ele próprio convidar um amigo ou um homólogo seu a aderir a um outro contrato de aluguer de aviões e se a adesão se realizar, ser-lhe-á atribuído um desconto no aluguer para a temporada Incêndios 2007. Este contrato de aluguer só foi possível porque António Costa disponibilizou duas fotografias suas recentes e um comprovativo de morada como o recibo da luz.