4 de junho de 2011

Passos Coelho defendeu o referendo do aborto na Renascença e foi depois a um programa de Heavy Metal de uma rádio da Amora dizer que simpatiza com o diabo

Sócrates tem acusado Passos Coelho de falar conforme as conveniências e neste caso parece ter razão. Depois de ter saído da Renascença, Passos Coelho trocou o fato por umas calças de ganga pretas e uma t-shirt preta com um pentagrama estampado, colocou um crucifixo invertido ao pescoço, apanhou um comboio da Fertagus e foi a uma rádio da Amora para uma entrevista. Passos Coelho confessou ser satânico desde os tempos da JSD, citou passagens da Bíblia Satânica, cantou músicas dos Moonspell à capela e terminou o programa com um ritual satânico, tendo sacrificado uma dezena de animais.

Siga o Biscoito no Facebook AQUI