14 de junho de 2011

Bloco de Esquerda arrisca-se a ser o “Partido do Segway”

O CDS ficou conhecido como o “Partido do Táxi” durante as maiorias absolutas conquistadas por Cavaco Silva em 1987 e 1991, pelo facto de ter conseguido eleger apenas 4 deputados. O partido entretanto recuperou e passou a ser o Partido do “Volkswagen Pão de Forma” com a eleição de 12 a 15 deputados nas eleições entre o ano de 1995 e 2005. Apesar do discurso ambicioso de Paulo Portas, o CDS com 24 deputados consegue ser chamado no máximo de “Partido do Autopullman às Moscas”, ficando a enorme distância do PSD ou PS, os “Partidos do Boeing 737”. O Bloco de Esquerda perdeu metade dos deputados. Com os actuais oito deputados, é o “Partido da Carrinha de Caixa Aberta”. Ao ritmo estonteante com que o Bloco de Esquerda está a perder eleitorado, arrisca-se futuramente a ser conhecido como o “Partido Sidecar”, “Partido do Carrinho de Choque”, “Partido do Caiaque” ou o “Partido da Sonda Phoenix”, uma nave sem tripulação.