23 de maio de 2011

Pénis de Strauss-Khan foi lançado ao mar depois de rápida cerimónia fúnebre

Dezenas de Seals foram ao hotel Sofitel e capturaram o director-geral do FMI, Dominique Strauss-Kahn, depois de ter tentado violar uma camareira. Responsáveis da administração norte-americana afirmaram que o pénis de Strauss-Khan foi tratado de acordo com a tradição e práticas do FMI. O orgão sexual do director do FMI foi lavado e depois colocado num lençol branco dentro de um saco com pesos. Depois de um economista oficial ter lido passagens de memorandos do FMI, o pirilau maroto foi lançado ao Mar Cantábrico e terá à sua espera 72 camareiras virgens no Além.