29 de maio de 2011

Indivíduo com TV Cabo processa vizinhos que ouvem rádio e têm televisões sem box por festejarem os golos antes e lhe roubarem o prazer da surpresa

A diferente velocidade do sinal televisivo está a provocar um conflito jurídico entre vários vizinhos num bairro dos arredores de Lisboa. O processo já deu entrada no tribunal e segundo o advogado da vítima, o pedido de indemnização é de 1 milhão de euros. “Não pode ser. O meu cliente está impedido de usufruir de um dos maiores prazer que um espectador pode ter. O meu cliente está a ver a bola no pé do Moutinho a meio-campo e lá fora já gritam golo! O meu cliente vai ver o Moutinho a passar para o Guarin. Vai ver o Guarin a fazer uma abertura esplêndida para o Hulk cruzar para a cabeça de Falcao, sabendo de antemão que é golo. Não dá a mesma pica, como decerto compreenderá. O meu cliente quer ver os jogos em directo sem quaisquer interferências do futuro. Os senhores da telefonia e das televisões sem box que aguardem que as imagens passem nas televisões com box e depois já podem festejar”, explicou o advogado.

Siga o Biscoito no Facebook AQUI