23 de maio de 2011

Passos Coelho garante que privatização das Águas de Portugal será parcial pois os átomos de hidrogénio continuarão nas mãos do Estado

O primeiro-ministro, José Sócrates, acusou o PSD de «radicalismo ideológico» por ter a intenção de privatizar a CGD, as Águas de Portugal ou a RTP. Pedro Passos Coelho já recuou e garantiu que as privatizações serão apenas parciais. “O Estado vai continuar a ter uma parte substancial da fórmula molecular da água. No âmbito da redução do sector empresarial do Estado previsto no memorando de entendimento assinado com a troika, poderemos entregar aos privados 1 átomo de oxigénio mas os dois átomos de hidrogénio ficarão sempre nas mãos do Estado, bem como o vapor de água”, esclareceu Passos Coelho.