8 de setembro de 2010

Moisés pregou no deserto com infiltrações na perna

Moisés, o número dez do Cristianismo, citado 894 vezes na Bíblia, autor de um hattrick no Antigo Testamento (Génesis, Êxodo e Levítico), tendo ainda bisado em “Números” e “Deuteronómio”, usou infiltrações durante os 40 anos da peregrinação do povo de Israel pelo deserto, entre 1250 a.C. e 1210 a.C..Segundo a documentação médica, Moisés, ciente de que uma cirurgia poderia afastá-lo vários meses das lides no deserto, terá sido infiltrado com analgésicos para não sentir dores do desequilíbrio muscular provocado pela pubalgia. Moisés terá sido igualmente infiltrado quando teve um problema sério no menisco durante o caminho entre a cidade das Palmeiras e o deserto de Judá e durante uma luxação da rótula quando estava a andar ali para os lados do rio Jordão, perto no vale situado em frente de Bet-Fegor, na terra de Seon, rei dos amorreus. Com o estiramento do ligamento colateral, causado por uma entrada por trás, em Canaã, Moisés foi obrigado a abandonar a carreira, cedendo o seu lugar a Josué, que também foi infiltrado para conquistar a Transjordânia.