7 de setembro de 2010

Casal gay ofendido com indiano porque este não lhes tentou vender rosas

Um vendedor de rosas de nacionalidade indiana é acusado de discriminação sexual. Segundo o casal, que casou há três meses, o vendedor de rosas tentou vender as rosas de forma determinada a vários casais hetero, tendo passado pelo casal gay sem sequer ter efectuado um contacto visual para tentar proceder à venda. “Esta triste situação tem a agravante de ter acontecido nas Docas à uma da manhã, altura em que os “qué frô” já estão desesperados para escoar as sobras. As rosas vermelhas simbolizam paixão, amor, respeito e adoração, tudo o que a nossa relação tem! Devem achar que somos uns badalhocos, não? O nosso amor merecia que ele nos gritasse em desespero como tão bem ele sabe fazer com os casais hetero “um euro, tudo! Tudo, um euro! Tudo!”, afirmou.