3 de janeiro de 2008

Rastreio do cancro do colo do útero via satélite com tarados das cabines telefónicas já começou

Além da Direcção-Geral de Saúde, que está a desenvolver medidas na área da prevenção com o objectivo de evitar o cancro do colo do útero, também os tarados já começaram a disponibilizar rastreios gratuitos. A primeira fase do programa envolve 34 tarados especialistas, fará o rastreio a mulheres entre os 30 e os 65 anos, e, ao contrário do efectuado pelo Estado, é feito sem burocracias, sem marcações, sem listas de espera, sem sair de casa, exigindo meramente que a mulher se dirija à varanda depois de o telemóvel tocar e que se dispa, seguindo as instruções do especialista que usará binóculos com tecnologia via satélite.