31 de janeiro de 2008

Pivots de telejornal chegam atrasados porque estiveram a fumar lá fora no intervalo

A lei do tabaco está a prejudicar bastante a vida aos pivots portugueses. Ontem, Rodrigo Guedes de Carvalho e Clara de Sousa foram fumar um cigarro no intervalo do Jornal da Noite e os responsáveis da SIC tiveram que repetir as auto-promoções três vezes. Como os pivots não chegavam, foram forçados a colocar no ar dez anedotas dos Malucos do Riso. Desde o início da lei do tabaco, os pivots menos pontuais têm sido José Alberto Carvalho, Lurdes Baeta e Ana Sofia Vinhas, que aceitou de imediato a proposta do projecto de televisão corporativa da EDP quando soube que a emissão não será em directo. O ambiente para os lados do canal estatal não está melhor, antes pelo contrário. "Os intervalos são mais curtos que nas privadas e ainda tenho que ouvir as instruções do governo para a segunda parte. Só dá para uma passa", afirmou José Rodrigues dos Santos.