29 de agosto de 2008

Fisco português penhora fato Armani de morto durante funeral

O Fisco com a operação "Resgate Fiscal" acaba de levar ao extremo a prioridade dada à recuperação de dívidas de empresas que não entregaram IRS e IVA e que se apropriaram de receitas fiscais retidas aos trabalhadores ou aos clientes. Os bens penhorados do falecido já estarão à venda no encartado das Finanças no jornal Correio da Manhã da próxima segunda-feira. O caderno de execuções fiscais vai ter mais anúncios de venda de outros bens do falecido. O destaque principal vai para o caixão do falecido, urna em madeira de Mogno moldada, com polimento extra-brilhante e acabamento acetinado (base de licitação de 1000 euros), dois vales de desconto de 35% para cremações e uma urna com ossadas do pai do empresário com madeira de grande qualidade e a um preço bastante apelativo.