14 de agosto de 2006

Traficantes de haxixe discordam da decisão da Faculdade de Direito em obrigar alunos ao pagamento da propina em atraso para fazerem exames

O assessor de comunicação do cartel da Meia-Laranja do Casal Ventoso, convocou os jornalistas para prestar esclarecimentos. Segundo o próprio, a falta de investimento dos anteriores Governos num ensino superior público de qualidade e gratuito é a maior causa da actual situação. Manifestou-se crítico acerca da falta de sentido humanista do Governo: “A altura dos exames é uma fase de enorme stresse e ansiedade. As propinas deviam acabar. A malta fica indecisa porque se não pagam a propina não fazem o exame, se pagam a propina fazem o exame mas não têm dinheiro para as ganzas. Sem ganzas como é que eles acalmam?”, afirmou.