10 de agosto de 2006

Pais vão avaliar droga dos filhos

Marcola “Zouk” desabafou: “os pais não têm competência para tal e a proposta desvaloriza a profissão de traficante de droga. Os não precisam dos pais a decidir e a avaliar por eles. Uma fonte ligada ao Governo já veio esclarecer que o que se pretende não é colocar os pais a decidir a compra de droga. Os filhos continuam a decidir sempre a droga que compram. O Governo pretende apenas aumentar a participação dos pais na vida dos filhos, melhorar a integração dos agentes comerciais de estupefacientes na comunidade. “A avaliação dos pais será apenas sobre a relação pessoal entre os filhos e os traficantes, a qualidade do atendimento comercial e será apenas um dos vários elementos de avaliação a que os traficantes vão estar sujeitos”, referiu Pedro Silva Pereira. Marcola “Zouk” reagiu ao esclarecimento do Governo: “Não concordo com o Governo. Colocar os pais a avaliar a droga era do melhor porque assim íamos conseguir agarrar o resto da família”.