14 de março de 2011

Gangue ligado à literatura e poesia fazia extorsão a editoras para publicar as suas obras

Quatro poetas foram detidos na quarta-feira em flagrante delito de extorsão, integrados num gangue de mais de vinte escritores, poetas, revisores de texto, tradutores e ilustradores com idades entre os 25 e 37 anos, informou o Comando Metropolitano de Lisboa. O gangue publicava nas editoras Caminho, D. Quixote, Oficina do Livro, Presença, Asa e Tinta da China. Para além das detenções, foram apreendidos um revólver calibre .357 magnum, 16 munições, uma arma eléctrica atordoante, dois sprays de defesa, 5 pares de luvas reforçados com areia utilizados para aumentar a força do impacto e não deixar marcas de agressão, diversos telemóveis, 30 óculos graduados para 5 dioptrias e contactos de vários professores que fazem extorsão na Porto Editora para publicar manuais escolares.

Siga o Biscoito no Facebook AQUI